Orivaldo da Farmácia destina mais de meio milhão em emendas para o combate ao Covid-19

Vereador de Cuiabá abrirá mão de sua Verba Indenizatória enquanto as atividades da Câmara estiverem suspensas


  Cuiabá, 26 de Março de 2020 - 19:10  


Na primeira Sessão Virtual da Câmara Municipal de Cuiabá, nesta quinta-feira (26), o Vereador Orivaldo da Farmácia comunicou que abrirá mão de sua Verba Indenizatória enquanto as atividades da Câmara estiverem suspensas, devido ao regime de isolamento social. Além disso, o Vereador solicitou o remanejamento de 100% de suas emendas impositivas, para serem destinadas à saúde do Município, fortalecendo o orçamento de combate ao COVID-19.

Atento a evolução da pandemia, o Vereador destacou que ao contrário do que se pensava no início, o vírus que já causou 77 mortes no Brasil e tem 11 casos confirmados em nosso Estado, é resistente ao calor e já apresenta características diferentes dos corona vírus que vieram de outros países.


“É um momento de preocupação, de austeridade. Não sabemos com o que estamos lidando exatamente. O vírus está se adaptando por onde passa.” ― apontou Orivaldo da Farmácia.

Ainda na mesma sessão, Orivaldo da Farmácia exaltou a doação e sacrifício de todos os profissionais dos hospitais particulares e públicos - na linha de frente ao combate do Corona vírus, dos setores essenciais, como os policiais, os fiscais, os comerciantes, de empresas terceirizadas, os garis e toda a sociedade de um modo geral. Agradeceu também o Prefeito Emanuel Pinheiro, o Governador Mauro Mendes, todos os secretários do âmbito municipal e estadual, pelas decisões tomadas até o presente momento, além de toda a equipe da Câmara Municipal e seus assessores.

 Aos seus colegas, o Vereador Orivaldo reforçou o pedido de que nesse momento, o mais importante é a união.


“A partir de agora, o nosso partido tem que ser a vida. Conclamo a todos para deixarmos as nossas ideologias políticas e diferenças partidárias de lado! Temos que colocar a nossa atenção nos vulneráveis, no grupo de risco e nos nossos idosos. Que Deus abençoes a todos nós. Tenho fé que logo vamos superar essa epidemia.” ― destacou Orivaldo ao final de sua fala.



Nenhum comentário