Em vídeo, Emanuel Pinheiro cancela festa dos 300 anos de Cuiabá - Veja:

Vídeo foi gravado em Brasília, onde o prefeito luta por solução para a Santa Casa de Cuiabá - Veja Vídeo abaixo


O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) que está em Brasília em busca de solução para a Santa Casa de Misericórdia da Capital Mato-grossense, anunciou no final da tarde dessa quinta-feira (21), o cancelamento do festival Cuiabá 300 anos, que seria realizado nos dias 6,7 e 8 de abril. Segundo o gestor, não há espaço disponível na Capital para a realização de um evento desse porte.

 "Em virtude do individualismo de alguns setores, nossa Capital não será mais presenteada com um festival 300 anos, aquela linda festa, um momento emblemático que tanto sonhei para a nossa população, estamos há mais de 8 meses organizando e que seria custeado 100% com recursos da iniciativa privada", anunciou o prefeito em vídeo.   

Em Brasília desde o início da semana, Emanuel tem participado de uma série de reuniões com a bancada de MT e com  o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), com o objetivo de solucionar questões relacionadas a Santa Casa de Cuiabá, que desde o dia 11, está com atendimentos na unidade hospitalar suspensos, devido a paralização dos funcionários e médicos que estão com salários atrasados, fruto de uma má gestão que se estende nos últimos anos.

A discussão sobre festival ocorreu porque a Prefeitura solicitou o uso do gramado da Arena Pantanal para a realização do festival, no entanto, o Ministério Público do Estado (MPE) recomendou que o governo não cedesse o estádio, pois em dias próximos será realizado um jogo da série B do Campeonato Brasileiro e não daria tempo para a recuperação do gramado, além de partidas do Capeonato Mato-grossense.   

Entre os shows previstos para o festival, estavam Jota Quest, Zezé de Camargo e Luciano, Leonardo, Chitãozinho e Xororó, além do cantor gospel Fernandinho e o padre Alessandro Campos.

Pinheiro alega que foram dadas garantias de que o gramado não seria deteriorado, mas que não foram suficientes para a liberação do estádio. E que foi verificada a possibilidade da realização do festival em outros lugares como a Orla do Porto e o Sesi Papa, mas não há estrutura disponível para um evento desse porte.  


Governo Mauro Mendes não repassou R$ 82 milhões a prefeitura da Capital

Emanuel ainda lembrou que a a atual gestão estadual, sob o governo Mauro Mendes, não repassou os R$ 82 milhões devidos pelo estado à prefeitura da Capital. 

“se for para criarmos uma polêmica, uma celeuma com alguém ou com alguma instituição, que seja por motivos prioritários por Cuiabá, como por exemplo, a nossa Santa Casa”. Relembrando inclusive os “R$ 82 milhões que o governo do Estado até hoje não repassou para a saúde da nossa Capital”.  

Sobre a comemoração do aniversário da Capital, o prefeito afirmou que a festa será com a entrega do “Parque da Família, CMEIs, mais de 2 mil títulos definitivos de propriedades, dezenas de quilômetros de ruas asfaltadas em todas as regiões dos bairros mais carentes, 5 PSFs, 90 leitos de enfermaria, estação Ipiranga”.


Confira o vídeo:





Nenhum comentário